Em entrevista, Ciro Gomes faz diversas críticas a Lula “É um enganador profissional”




O ex-candidato à Presidência da República em 2018 pelo PDT, Ciro Gomes, afirmou em entrevista ao jornalista Marcelo Tas, no programa Provocações (TV Cultura), que o o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é “um enganador profissional” e “defunto político”.

Ciro disse que ficou “deprimido” ao assistir à entrevista de Lula na cadeia porque ele fala que os outros devem fazer autocrítica e não faz de si próprio.

“Eu fiquei deprimido. Porque eu leio diferente da maioria das pessoas. Eu conheço o Lula. O Lula é um encantador de serpentes, um enganador profissional. Não tem um companheiro que ele não tenha sido desleal ao longo da vida inteira.”

O ex-governador do Ceará também se referiu aos petistas como “malucada”, mas acrescentou que eles sabem que não há mais eleições em que Lula possa disputar, em referência à Lei da Ficha Limpa. “O Lula está inelegível até fazer 90 anos.”

“No PT, como eles são inteligentes, não são burros, todo mundo sabe que o Lula, sob o ponto de vista eleitoral, é carta fora do baralho. Agora, como manejar esse defunto eleitoral é muito delicado para todos eles.”

Para Ciro, se Lula realmente acreditasse ser um perseguido político, deveria ter pedido asilo em uma embaixada. Questionado onde, disse que a França tem uma tradição de asilo político, o que evitaria que o petista tivesse que recorrer a embaixadas de países como a Venezuela.

Ele também disparou contra o governo de Jair Bolsonaro, a quem se referiu como “um bando de idiotas”, com exceção aos militares.

Apesar disso, falou estar desapontado com a falta de patriotismo da ala militar, na venda da Embraer para a Boeing. “São uns canalhas.”




Avatar
Sobre Leonardo Oliveira Brito 542 Artigos
Estudante na formação, jornalista na alma e na prática. Passou pela Agência Jovem de Notícias durante a Rio+20, foi repórter do projeto CDD NA TELA, ainda passou pelos sites Destino ATW, Na Tijuca, Carnavalesco e SRZD cobrindo de forma destacada os Carnavais de 2015, 2016 e 2018 e foi integrante do exitoso projeto de jornalismo comunitário da REDE GLOBO, Parceiros do RJ entre 2013 e 2014. Autor do Blog do Léo desde 2016, se viu na função e na obrigação de criar um novo veículo, diante da lacuna que a cidade enfrenta e da crise, superada pelo trabalho.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.